Economia circular na construção: Uma necessidade urgente

O setor da construção é responsável por consumir cerca de 75% de matérias primas retiradas da natureza e por gerar cerca de 50% de todos os resíduos.

 

construction worker 495373 960 720A Quercus e o Portal da Construção Sustentável associam-se uma vez mais para levar a cabo um projeto que visa a reutilização de produtos de construção de forma a diminuir os impactes ambientais negativos associados a este setor, numa perspetiva de economia circular.

 

É de facto o setor da construção um dos grandes responsáveis por enormes impactes. Desde a produção dos materiais até a execução da obra e a sua operação ao longo da vida útil do edifício, o setor apropria-se de cerca de 75% de tudo que é extraído da natureza. Destes 75% apenas entre 25% a 50% são realmente utilizados, sendo que quase metade é desperdiçado, através da geração de resíduos. Ainda, no fim de via útil de um edifício, este é demolido, enviando toneladas de resíduos para aterro.

 

A economia circular possibilita a reintrodução de resíduos na produção de novos materiais ou na reutilização de materiais retirados de edifícios em fim de vida. É por isso urgente acabar com a demolição de edifícios, passando a desconstrui-los passo a passo, avaliando os materiais que podem ser reutilizados e promovendo a sua separação seletiva para que haja uma valorização adequada dos materiais, eliminando a produção de resíduos.

 

A economia circular aplicada a este setor não só diminuirá a necessidade de extração de novas matérias primas, como diminuirá igualmente a produção de resíduos abrindo a porta a um novo mercado: o de produção de materiais a partir de materiais existentes. Para além de mais valias no que se refere à criação de postos de trabalho de mão de obra qualificada (profissionais ligados ao setor), como não qualificada, já que desmantelar um edifício poderá ser feito por qualquer um.

 

Apoiado pelo Fundo Ambiental, a Quercus junta-se ao Portal da Construção Sustentável e escolheram dois edifícios em fim de vida, sendo um deles o já conhecido prédio Coutinho em Viana do Castelo, para demonstrar a possibilidade de reutilização dos seus materiais e componentes aplicando-lhes uma técnica de desconstrução seletiva, sendo a Quercus responsável pela informação relativa à valorização desses mesmos materiais e componentes.

Share
Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb