Condomínio da Terra / Quercus, Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira e Blasted Mechanism plantam 4000 árvores

Um pouco por todo lado se começa a perceber, que a floresta nem são apenas árvores alinhadas, nem muito menos quaisquer espécies de árvores. Cada local tem a sua floresta original e só esta permite desempenhar os múltiplos serviços ambientais vitais que sustentam a vida. Por isso o projecto Criar Bosques, da QUERCUS (www.criarbosques.org) constitui um desafio a toda a sociedade para reconstruir a nossa floresta original, através da plantação de espécies autóctones (árvores e arbustos originais da flora portuguesa).

pastedGraphic.pdf

pastedGraphic_1.pdf

pastedGraphic_2.pdf

 

Os BLASTED MECHANISM tornaram-se recentemente Embaixadores do CONDOMÍNIO DA TERRA -  (www.condominiodaterra.org) e no âmbito deste projecto que inclui uma componente de “Cuidar das partes comuns”,  vão ajudar a reflorestar, no dia 30 de Outubro, a Ilha da Lezíria Grande (Vila Franca de Xira) plantando 4.000 árvores autóctones, permitindo o envolvimento de toda a sociedade civil neste projecto.

 

Da estação do oriente sairá uma comboio cedido pela CP, e que levará os fãs dos BLASTED MECHANISM e todos aqueles que queiram participar e ajudar a reflorestar esta ilha com árvores exclusivamente autóctones: freixos, salgueiros e, posteriormente, amieiros. O interessados devem registar-se no site da banda - www.blastedmechanism.com – reservando, assim, o seu lugar a bordo. No site receberão todas as informações de horários, ponto de encontro e actividades planeadas. 

 

Esta iniciativa é apoiada não só pelos BLASTED MECHANISM, mas também Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira e intitula-se “Floresta das Identidades”. Integra-se num projecto de reflorestação da extensa planície agrícola da margem esquerda do Tejo, procurando criar um "pulmão verde do Tejo" às portas de Lisboa. De acordo com a, esta área já constituiu, outrora, "uma zona amplamente florestada", mas as catástrofes e algumas práticas agrícolas levaram à "desertificação" de árvores em muitas zonas da Lezíria Grande.

 

Esta plantação de árvores far-se-á sobretudo junto aos valados (valas de água que no interior da ilha possuem mais de 700km de extensão) e pode ter um papel muito importante não só na sustentação das encostas das valas, como também na criação de sombras, na produção de fertilizantes naturais e na criação de mais condições para a nidificação das aves.

 

 

Lisboa, 28 de Outubro de 2009

 

A Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

Share

Quercus TV

       

 

Espreite também a Quercus TV.

 

 

Quercus ANCN ® Todos os direitos reservados
Alojamento cedido por Iberweb