• Resíduos

    Nesta área, poderá consultar informação diversa sobre gestão de resíduos.

  • Resíduos

    Nesta área, poderá consultar informação diversa sobre gestão de resíduos.

  • Resíduos

    Nesta área, poderá consultar informação diversa sobre gestão de resíduos.

Papel/cartão

Apesar da evolução tecnológica das últimas décadas e a proliferação de sistemas informatizados, o papel continua muito presente no nosso dia-a-dia. O papel está nas nossas rotinas diárias, substituindo até outros materiais reutilizáveis, como os guardanapos ou lenços de pano.

Este é talvez o tipo de resíduo mais fácil de evitar. Desde optar por faturas eletrónicas, receber o extrato bancário em formato digital e não aceitar publicidade não endereçada, é possível anular quase totalmente o papel recebido na caixa de correio. Nas compras também se pode optar por  produtos sem embalagem exterior em papel, que não é necessária para o devido acondicionamento do produto, como o caso dos iogurtes, de embalagens de cereais e do leite.

 

Em contextos de higiene e limpeza, não se conseguindo evitar totalmente, deverá minimizar-se a utilização de produtos em papel. Lenços, guardanapos e rolos de cozinha devem ser usados com moderação e em situações pontuais, visto que depois de usados não podem ser encaminhados para a reciclagem.


Um cuidado adicional diz respeito a publicações em papel compradas ou oferecidas. Antes do encaminhamento para reciclagem, revistas já lidas podem ser entregues em centros de saúde ou consultórios. No caso de livros, escolares ou não, algumas bibliotecas aceitam recolhê-los.

 

Outro cuidado na aquisição de produtos em papel é dar preferência a papel reciclado e certificado. Atualmente existe uma oferta muito diversificada de produtos produzidos em papel reciclado (ou com uma percentagem de fibras recicladas), com garantias de qualidade e a preços equiparados aos produtos convencionais.


A opção por papel reciclado permite um menor consumo de recursos e uma menor necessidade de abater árvores, para além de dar uma solução a um resíduo, evitando o seu encaminhamento para incineração ou aterro.


Em comparação com a produção de papel novo, o fabrico de uma tonelada de papel reciclado:

  • - Permite poupar entre 15 a 20 árvores;
  • - Necessita entre 50 a 200 vezes menos água (o equivalente ao consumo diário de mil pessoas);
  • - Consome 2 a 3 vezes menos energia;
  • - Diminui em 75% as emissões atmosféricas, em 25% as descargas para o meio aquático e consome menos 45% de oxigénio durante o processo.

 

Aqui disponibiliza-se informação sobre o que se pode ou não colocar no ecoponto azul (papelão) de forma a não introduzir contaminantes no processo de reciclagem do papel e cartão.

 

Fonte: Agência Portuguesa do Ambiente
 
 
 

 

Share
Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign