Quantos pesticidas comeu hoje?

Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar publica relatório preocupante

 

purple grapes 553464 960 720Lisboa, 26 de Abril de 2017 - Queiramos ou não, os pesticidas tornaram-se um ingrediente comum na alimentação na Europa. Segundo um estudo recentemente publicado pela Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) (1) mais de 97% de produtos alimentares europeus contém resíduos de pesticidas, de acordo com as análises levadas a cabo pelas autoridades nacionais da UE. Das 84,341 amostras de produtos analisados, provenientes de agricultura convencional, 97.2% continham vestígios de um ou mais entre 774 pesticidas diferentes.

 

 

Os cocktails de pesticidas

 

No entanto, este ano, e uma vez mais, a EFSA anunciou com orgulho que 97,2% da comida europeia testada se encontrava dentro dos limites permitidos pela legislação europeia e concluiu – precipitadamente a nosso ver - que o risco para a saúde dos consumidores permanece baixo. A Quercus e a PAN-Europe consideram que esta conclusão, baseada em modelos teóricos, é um engano para os europeus, sobretudo porque 28% dos alimentos apresentaram, de facto, resultados positivos para resíduos múltiplos de pesticidas– os famosos cocktails de pesticidas - cuja segurança nunca foi avaliada.

 

Além disso, as peças de frutas ou vegetais podem conter níveis muito mais elevados, como é o caso das uvas (p. 37), onde foram detectados pesticidas em 77,3% das amostras, sendo que 58,3% continham resíduos múltiplos. Detectaram-se até 19 pesticidas numa simples amostra vinda da Turquia, um número que também é comum na alimentação produzida na Europa.

 

A PAN Europe tem salientado diversas vezes a necessidade de as entidades reguladoras considerarem, nos seus estudos sobre segurança alimentar, o facto de os pesticidas geralmente não ocorrerem isolados nos alimentos, mas em combinações – cujos efeitos podem ser cumulativos ou potenciados, quando comparados com os efeitos observados após a exposição a cada pesticida isolado (2).

 

Se os cocktails de pesticidas forem tidos em consideração, provar-se-á que os limites permitidos não são nada seguros, o que revelará que o risco para a saúde humana não é tão “baixo” como a EFSA gosta de declarar. Isto irá confirmar que o atual modelo de agricultura baseada em venenos é, de facto, extremamente problemático.

 

Há 10 anos atrás, foi pedido à EFSA que analisasse o risco de exposição a resíduos múltiplos de pesticidas. Nada foi implementado até hoje, apesar das evidências de que o método atual não é seguro.”

 

Em 2015, a percentagem de vegetais e frutas sem resíduos de pesticidas detectáveis, em lojas Europeias, voltou a descer consideravelmente até 53,3%, tal como tinha acontecido em 2013, próximo do recorde mais baixo, de 2007.

 

Em 2015, a percentagem de resíduos múltiplos nos vegetais e frutos Europeus voltou a aumentar, para o nível bastante elevado de 28%. Infelizmente, a EFSA cessou a publicação de dados sobre os números relatados mais elevados de pesticidas numa só amostra, que chegavam frequentemente aos 30 num só alimento (uvas, passas).

 

 

Bananas e passas, campeões multi-resíduo

 

Em 2015, o carrinho de compras dos analistas incluía bananas, beringelas, brócolos, azeite virgem, sumo de laranja, ervilhas, pimentos, passas, trigo, manteiga e ovos. Enquanto algumas amostras de cada produto apresentavam resíduos de múltiplos pesticidas, os resultados das bananas (58,4%) e passas (58,3%) eram os mais impressionantes, seguidos pelos pimentos (24,5%). (4)

 

 

Pesticidas não autorizados

 

Três quartos das amostras analisadas vieram de países europeus (incluindo a Noruega e a Islândia), vindo o outro quarto de países terceiros não especificados. Estas importações representam o maior risco para os consumidores, com 5,6% a apresentarem resíduos de pesticidas acima dos limites europeus. Entre os produtos oriundos da UE, 1,7% das amostras estavam acima dos limites legais. Um terço de todos os pesticidas detetados é ilegal na União Europeia.

 

 

A Direção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

 

Fontes:

 

1) http://www.efsa.europa.eu/en/press/news/170411

 

2) http://www.pan-europe.info/what-we-do/presentations/2017/04/exposure-chemical-mixtures-publicconcern

 

3) https://www.endocrine.org/-/media/endosociety/files/advocacy-and-outreach/important-documents/introduction-to-endocrine-disrupting-chemicals.pdf?la=en

 

4 ) Euroactiv:http://www.euractiv.com/section/agriculture-food/news/pesticide-residues-detected-in-

 

 

 

 

 

 

Share
Quercus ® Todos os direitos reservados
Site criado por PTWS Alojamento Web e WebDesign